Prólogo

ELISE

Prólogo

- Por que quer discutir isso agora? - a mãe de Elise berrava a plenos pulmões com seu marido, que estava ao volante do carro.

- Foi você que começou essa discussão! - o pai de Elise devolveu no mesmo tom.

Elise e seu irmão mais novo ouviam, no banco traseiro, indiferentes. Aquela cena era corriqueira, tanto que nem se deram conta de que não sabiam o motivo da discussão. Ou simplesmente não deram ouvidos.

Para abafar o áudio aborrecedor da briga, Elise colocou fones de ouvido e ficou a escutar música em seu smartphone.

Zombie, da banda The Cranberries. Adorava essa música. A pôs tão alto que não faltava muito para estourar seus tímpanos. Seu irmão, porém, olhava para a janela e ficava a olhar para a vegetação densa que circundava a rodovia.

“Zombie, zombie, eh, eh…”

Abafada pela música, seus pais atuavam como num cinema mudo. Seu pai chegou, inclusive, a largar o volante, tão irritado estava.

“Zombie, zombie, eh, eh…”

Esse instante de desatenção ao volante coincidiu com um veículo que, sabe-se-lá como, entrou na contramão. Por puro instinto, seu pai girou o volante para a direita.

Elise apenas ficou a ver tudo girar conforme o carro perdia o controle, saltava sobre o guard rail da estrada e caía por um barranco.

“... in your head, in your head, they are dying…” A música parou de tocar.

Capítulo 01