Prólogo

Restauradores do Elo - Sophia

Prólogo

A floresta era densa e silenciosa. Porém, se você olhasse com um pouco mais de atenção perceberia que ela escondia uma caverna, uma caverna antiga e com histórias mais perturbadoras do que você possa imaginar.

E se você tivesse coragem de adentrar ouviria um choro distante. Uma voz implorando por ajuda e a risada de quem não daria.

—Sangue... É a única coisa de que precisamos. — diria alguém.

Andando com cuidado era possível perceber as celas escondidas e um corredor que podemos dizer ser a visão do próprio inferno.

Dentro de uma das celas você poderia ver um belo rapaz acorrentado em um canto olhando para uma garota presa em uma espécie de maca.

— Soltem-a... Eu fico no lugar dela... — implorava ele.

—Matheus... — respondia a garota com lágrimas nos olhos.

De repente a porta se abria e dois seres entravam no ambiente. Olhavam para o rapaz, riam do seu desespero e um deles respondia:

— Desculpe, seu sangue não nos é interessante.

E em seu coração você poderia sentir a semente de dor e de vingança que se apoderava da alma do jovem ao presenciar todo o horror que fizeram com sua irmã.

Capítulo 1